sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Mereça seus Carbos

Como talvez vocês saibam, eu trabalho como "personal trainer" (termo afrescalhado que eu não gosto muito, mas enfim) e diariamente as pessoas me apresentam e querem soluções fáceis e rápidas para os seus supostos problemas e traumas com dietas e semelhantes (apesar de que encontrar "soluções" para  esses "supostos" problemas não estar incluso na minha alçada profissional segundo o que consta na legislação trabalhista, mas de qualquer modo, quem se importa com o que está escrito num pedaço de papel estúpido?). E normalmente esses problemas se resumem numa coisa: carboidratos! Todas as pessoas que tentam treinar aparentemente parecem que tem algum maldito problema com carboidratos, e eu já estou cansado de repetir sempre a mesma coisa todo dia para todo mundo. Fazem sempre as mesmas perguntas idiotas e sem sentido, infinitamente, inclusive aqui e em outros veículos virtuais. Sorte que aqui no blog eu posso falar sem me preocupar em ir preso por calúnia e difamação ou se ofendi alguém ou em como as minhas palavras rudes podem fazer eu perder alguns alunos vadios.


Dificilmente é tão legal assim.

Uma coisa que é tão simples como comer como homem é mistificada e cientificamente labiríntica ao extremo por conta dessa mentalidade idiota da modernidade de querer comprovação científica revisada e renomada em absolutamente tudo para quem sabe talvez por acaso começar a pensar em eventualmente fazer alguma coisa. Se não estiver publicado em 2000 artigos de revistas "importantes", se os profissionais de renome no instagram não recomendarem, provavelmente é mito, ou como gostam de dizer: "afirmações de quem não possui conhecimento, de quem é leigo". Sim, é assim que a maioria dos cretinos pensam, e sim, as pessoas só começam a fazer alguma coisa no sentido de dieta e treino se virem postagens de alguma celebridade estúpida de redes sociais, caso contrário serão relutantes até as últimas consequências. E o mais legal disso tudo é a tendência dessas celebridades fit e os seus textões com as fontes de artigos no final, achando que isso dá algum respaldo confiável e algum sentido racional as coisas estúpidas e retardadas que elas fazem para evitar de fazer o trabalho duro. Isso não passa de justificativas estéreis para encobrir a própria incapacidade de não ser só mais um saco de merda comum, que fala diretamente na alma de quem também é preguiçoso e quer as coisas fáceis na vida, por isso eles tem tantos seguidores e por isso talvez você tenha a impressão que se tanta gente compra a ideia, talvez faça sentido mas não, não seja mais um iludido. Se ainda está cético, pondere de quantas pessoas você já ouviu alguma vez falar sobre dieta ou dar a entender que sabe alguma e coisa porque viu fulano de tal fazendo tal coisa e quantos corpos e vitalidade invejáveis você vê por aí. Pois é, a coisa fica desparelha mesmo. E o legal é que o pessoal acredita nesses "especialistas", "se está no facebook/intagram deve ser verdade"Melhor coisa que eu fiz por mim mesmo foi abandonar quase que completamente as redes sociais, que na verdade são apenas maga-fones que dão voz aos imbecis que sem dúvida, são a GRANDE maioria no mundo.

A moda agora tem duas vertentes com defensores cada vez mais "letrados" e "intelectuais", uma contra os carbos e outra que chama todos que são contra os carbos de idiotas imbecis que seguem "modinhas". Uma corrente tenta ser mais moderna e erudita do que a outra postando mais artigos e estudos, digladiando para ver quem tem mais razão e está mais certo no final das contas, e no meio desse furação de merda está o "bro" médio que não tem a capacidade de pensar com a própria cabeça ou de testar alguma coisa por conta que pareça fazer sentido e fica todo dia mudando de opinião ou de dieta, todo dia chega na academia e me pergunta as mesmas coisas com palavras diferentes e nunca sai da condição de merda de fraqueza patológica e vitalidade digna de pena. No geral, as pessoas acham que simplesmente ficar sem comer carbo algumas vezes na semana vai fazer milagres por eles, porque segundo o fulano de tal, esse é o segredo das celebridades. Ao mesmo tempo que na mesma medida, uma infinidade de idiotas afirmam com total e absoluta certeza que você só pode ter resultados reais  na academia, se encher o cu de carbo 15x por dia, comendo a cada 20 mim um pote de arroz. E essa discussão se prolonga até o infinito, enquanto isso o que realmente faz toda diferença é deixado de lado, que é a porra do TREINO!!!


Eu sei que você já seguiu alguma dica dessa gostosinha, admita seu bonobo mongolão! HAHAHAHA

Parece que as pessoas hoje em dia não conseguem entender, ou simplesmente não aceitam que cada organismo biológico é distinto entre si, e que cada estímulo vai funcionar de uma maneira diferente para determinada pessoa, e a única forma de saber o que funciona melhor é se pondo a prova. Pelo medo de fazer as coisas, as pessoas ficam procurando respaldo científico que diminua a sensação inconsciente que eles sentem de saberem que são uns cagalhões fracos e preguiçosos que tem medo de se testarem, errarem e conhecerem do que são capazes de verdade, de se forçar a sair da inércia geral. Junte a isso a impaciência e pressa do bro médio para sair do estado de semi-invalido para campeão olímpico em 2 meses e você tem a fórmula do praticante médio de qualquer academia que só faz merda, acha que sempre tem razão (afinal ele leu no PubMed 10 mil artigos) e acha que tem alguma moral para dar opinião sobre treino. Eles acham que perder 2kg de água em algumas semanas é uma feito fantástico, maravilhoso que só um semi deus poderia conseguir. Sim, eles acham que treinar por um ano 3x na semana e pedalar as vezes mal e porcamente é uma grande vitória e prova que sim, eles sabem o que estão fazendo e falando. Eu vejo caras que treinam a menos de um maldito ano querendo ensinar outros caras, falando com propriedade sobre treino e coisas que eles leram em algum blog fit do momento e acham que é a verdade final de tudo. "Se o Toguro fez, deve ser foda". Se você não treina ha pelo menos uns 5 anos consistentemente, nem abra a boca para dar opinião sobre o que você acha que alguém deveria ou não deveria estar fazendo.

O assunto carboidrato é a cereja desse bolo de merda ao qual a comunidade fit está inserida. É tanta informação conflituosa, é tanta coisa diferente que é postada como verdade última que as pessoas simplesmente não sabem mais o que fazer e no que acreditar. Até os mais dispostos e bem intencionados ficam perdidos no meio dessa histeria. Isso é o óbvio ululante que prova invariavelmente o que eu disse acima que"cada organismo biológico é distinto entre si", por isso existem tantas "verdades",  só que como todos querem atalhos imediatos para facilitar o trabalho, não conseguem perceber e vão toda hora numa direção. E quando veem que não fizeram progresso nenhum com os protocolos milagrosos estilo "fique monstro em 2 meses ou perca 20kg num final de semana" (porque normalmente quem posta essas coisas não fala sobre a base sólida de treino durante 15 anos antes de descobrir o protocolo milagroso - o crossfit é um exemplo maravilhoso dessa tendência) o jovem universibostário obeso apela para as drogas com efeitos colaterais péssimos, drogas essas que praticamente não vão trazer efeito benéfico nenhum, já que normalmente os bros tomam alguma coisa justamente para fazer menos trabalho ainda, e como já tem tudo cagado, desde o psicológico até vida cotidiana por completo, só vem os efeitos colaterais das drogas e ai dão ainda mais voz para a histeria coletiva e imbecilidade geral.




Como eu já disse mil vezes aqui, e repito isso TODO DIA no meu trabalho, algumas pessoas vão naturalmente se dar bem com jejuns e baixo carbo durante a maior parte do tempo, e não, não vão morrer ou desmaiar por causa disso, eu sou um exemplo inclusive, mas não porque um artigo da puta que pariu disse que isso poderia ser aplicável mas porque eu testei ambas vertentes de descobri que ficar maior parte do tempo de barriga vazia funciona melhor pra mim, e mesmo se todos os artigos do mundo dissessem que não seria possível eu viver ou treinar com pouco carbo, pouco importaria. Ao mesmo tempo, outras pessoas jamais se darão bem com pouca comida e precisaram ingerir calorias mais continuamente para ter bons resultados e manter a força. Como você descobre qual método funciona melhor pra você? Lendo mais artigos e vendo mais vídeos no youtube? Eu tenho absoluta certeza se eu fizesse essa enquete na academia a grande maioria das pessoas responderia isso que eu perguntei por segundo.

E a questão se o carbo faz bem ou faz mal vai ao encontro exatamente e essa predisposição individual que cada um terá para comida e primordialmente, A QUANTIDADE E QUALIDADE (intensidade) DE TREINOS REALIZADOS AO LONGO DA SEMANA! Se você se exercitar tão frequentemente e duramente igual a um remador da Grécia antiga, pode comer merda com carne podre temperada com veneno de rato que seu corpo vai aproveitar essas calorias e você ainda vai achar saborosa essa peculiar refeição. Se treinar igual uma puta e passar a maior parte do tempo olhando a tela brilhante de um celular idiota pode comer a comida mais fantasticamente orgânica e saudável que a natureza possa produzir que você vai continuar sendo essa massa de carne nojenta e desprezível cheia de alergias e doenças escrotas. Lógico que a comida boa fará você render melhor no treino e na recuperação, isso é inegável, mas a questão principal desse assunto volta aquela velha pergunta: "quem veio antes, o ovo ou a galinha?" Se você não entendeu, o que eu quis dizer é que diferente do que você vai ler em qualquer lugar estúpido na internet, o que vem antes não é a sua dieta e suplementos mas sim o seu TREINO! Por isso o título desse tópico é "MEREÇA SEUS CARBOS"! Frase lapidar do célebre Charles Poliquin.


Grande Charlão!

Mude sua mentalidade de ovelha de achar que fazer apenas o mínimo razoável é o suficiente e comece a treinar feito louco por quanto tempo for possível seu corpo e mente aguentarem, pela maioria de dias que forem possíveis, treinando até mais de uma vez por dia e nos finais de semana também,  - não, você não vai se "lesionar" ou entrar em "overtraining", você provavelmente não consegue produzir força suficiente pra isso acontecer, e caso aconteça mesmo você sendo esse fracote, isso é mais um sinal claro que você precisa treinar mais, apenas encontre um caminho para continuar treinando mesmo machucado - e automaticamente veja que seu subconsciente (sim, sempre ele) vai começar a te dar insigts do que é preciso comer e quando. Naturalmente você vai saber o que é preciso, desde que é claro, repetindo, você esteja disposto a parar de olhar a feed do instagram por algumas horas e comece a treinar como  homem de verdade que tem orgulho de treinar como tal.


Acho que dessa celebridade fit podemos considerar algumas dicas... hahaha 

Por não entenderem isso, as pessoas ficam a toda hora se perguntando e me perguntando se arroz faz mal, se farinha é insalubre, se batata engorda, se comer pouco carbo emagrece e faz mal pro cérebro, se comer muito carbo engorda e faz mal pro intestino, se muita carne dá ataques cardíacos, se cerveja da pança, se álcool destrói todos os ganhos e assim por diante. Começam com a dieta milagrosa x, um mês depois já voltaram para a normalidade mas segunda-feira vão começar a dieta y, essa sim vai dar certo porque foi testada por especialistas. Se vocês acham que ser personal é moleza e é só treinar gostosa que tem fetiche em fazer ciúme no marido e dar na academia e que gosta e já é acostumada com treino, vocês estão enganados e se eu não passa-se por isso eu não acreditaria também, mas eu ouço essas coisas TODOS OS MALDITOS DIAS!  O que eu gostaria de responder é: O QUE FAZ MAL NÃO É O CARBO X OU Y, OU A COMIDA Z OU W, O QUE FAZ MAL É SUA PREGUIÇA E FALTA DE COLHÕES PARA FAZER O QUE É PRECISO SER FEITO, FILHO DA PUTA! 

Porque enquanto eles vem com essas questões estúpidas, na hora de treinar e se esforçar um pouco mais que o mínimo aceitável já começam as reclamações, as dores, os problemas, as encheções de saco e as desculpas esfarrapadas e sem sentido. Exato, esse é o aspecto geral do ser humano moderno. Acham que tudo que faz eles serem fracos e molóides são coisas externas, e não as suas próprias vontades débeis e fracas. Sempre é culpa de alguma situação ou coisa alheia, nunca o culpado é ele mesmo.


MUITO dificilmente é tão legal assim.

Simplificando as coisas, carboidratos são fontes de energia rápida. Você come um pão por exemplo, ele vai ser digerido e metabolizado em alguns minutos ou horas (dependendo da funcionalidade e demanda do seu organismo) em energia bio-disponível, mais precisamente glicogênio. Se a demanda do seu organismo for alta por energia nesse momento, ele irá usar esse glicogênico para alimentar o fogo metabólico, ou seja, não vai acumular nada, vai usar essa energia para lhe dar mais energia ou fazer alguma função importante. Porém, se você comer esse pão e a demanda do seu organismo for baixa por energia, o mais provável é que ele use uma parte dessas kcal como energia e o resto elimine ou acumule em depósitos para usar futuramente. Por isso é comum ver esses sacos de banha nojentos fazendo dietas low-carb, porque eles já tem muitas reservas de energia acumuladas, não precisam de mais energia rápida vinda de carbos. Mas mesmo tendo toda essa energia parada, normalmente esses pseudo humanos se sentem sem energia e sem forças com restrição de carbo, porque além da preguiça (é claro) e do efeito metabólico existe um efeito psicológico "viciante" de comer muito carbo com muita frequência, mas isso não vem ao caso nesse artigo, o que você precisa saber é: quanto mais carbo você comer, mais vai sentir a necessidade de continuar comendo, e quanto menos energia precisar, mais vai acumula-los em forma de gordura. Sendo assim, fica fácil de perceber que quem faz esse macronutriente ser um vilão é o próprio bonobo que não tem controle sobre a própria fome e é preguiçoso para se exercitar. Em si mesmo, ele é extremamente útil e é tão saboroso de se comer por causa desse efeito psicológico.

Agora que você entendeu isso (eu espero), nessa agradavelmente simplista aula de bioquímica (me desculpem os céticos e "letrados", mas não vai ter 2000 fontes no final confirmando o que eu acabei de dizer como vocês devem estar ansiosos para verificar) fica fácil entender a frase do Poliquin na sua encantadora e sublime simplicidade e paquidérmica sabedoria, "mereça seus carbos".

Merecer seus carbos significa treinar primeiro, e ajustar o que vai comer depois, e não ao contrário como todos (os fracos) fazem, e quanto mais e mais treinar, mais estará livre para comer mais carbos ou o que bem entender. Porque o que faz mal não é a comida ou a quantidade da comida em si, mas sim o uso dessa comida que o seu organismo fará. Quanto mais comer e menos precisar, mais doente você será, por mais que coma seguindo o último cardápio fodástico da nutricionista ou nutrólogo ou sei lá que inferno de diplomado renomado que está em voga no momento.

Essa mistificação dos tipos de comida, de quantas em quantas horas você deve comer, as quantidades de macros e micros, se faz dieta x ou y, se da o cu ou não depois de comer e etc, tudo isso não passa de ruído para te desviar do que realmente importa: O TREINO PESADO! Porque conforme eu já disse e repito mais uma vez e quantas vezes forem necessárias, cada organismo se adapta de uma forma a comida, o que pode ser bom pra mim, talvez não seja para você, o que eu como que me faz bem não fará pra você e assim por diante. A única coisa capaz de alinhar essas particularidades é aumentar a demanda do seu corpo por energia, ou seja, TREINAR MAIS INSANAMENTE PESADO. E a mesma coisa podemos dizer sobre manter a massa magra em restrição de comida, que segundo os bodibilders de internet, é impossível manter a força e muscularidade sem quilos e mais quilos de carbos diariamente. Vão para o inferno todos vocês, cretinos desgraçados! O que é preciso para manter a massa com poucas calorias ou pouco carbo, é a mesma fórmula que você precisa para aumentar seu peso magro e queimar gordura, TREINAR PESADO!

Sempre seja intenso! 

Eu sou um fã e defensor de jejuns e poucos carbos ao longo da semana, e acho que na questão de saúde são uma ótima pedida, mas sei e aceito sem problemas que essa não é uma verdade final e absoluta. Praticando jejuns, minha força não diminuiu em nada, aliás aumentou porque eu abaixei o BF e estou puxando mais peso em vários exercícios, estou mantendo uma condição física muito boa, disposição e energia ótimos, e eu treino 2x por dia e tenho certeza que faço o que é possível ser feito, você acha que comer uma pizza um dia ou outro ou tomar uma droga de cerveja vai arruinar minha vida? Eu não como nem tomo isso todos os dias porque eu sei que meu rendimento iria cair um pouco, mas mesmo se comesse só porcarias, duvido que acumularia muita gordura, porque eu me levo no extremo sempre, constantemente. Mas a questão é que simplesmente não tenho vontade de comer isso porque quando você se coloca num patamar elevado de funcionalidade física, você automaticamente anseia por comidas mais nutricionalmente densas, que tenham muitas calorias e micronutrientes, guloseimas infantis não te satisfarão por mais que uma refeição talvez, a não ser que você tenha algum tipo de problema mental mas isso não é assunto para esse post.

Sim, quanto mais você anseia por refrigerantes, doces, pizzas, bolos, bolachas e qualquer outra gordice vazia de micronutrientes, mais significa que você continua treinado feito uma cadela que não deveria ter o direita de pisar fora do porão escuro e fedorento que você se esconde! Quanto mais comida fácil você quer, mais significa que a sua dureza mental é fraca, mais significa que você é fraco. Pode fazer o que você quiser, comer pouco carbo, muito carbo, só comer (como está na moda hoje) "alimentos funcionais", pode tomar detox ou o remédio x ou y, tomar tudo em bomba e estimulantes, fazer o que quiser, nada vai mudar enquanto não entender que o que faz a diferença é o seu treino e a intensidade que aplica nele, os macros ou qualquer outra substância que você use são apenas o combustível para você ser mais durão. COMBUSTÍVEL, e não o fim de tudo como temos a impressão.

Por isso, pare agora mesmo de pesquisar infinitamente sobre qual a dieta ideal e perfeita, o que o atleta tal está comendo, pare de ler artigos e mais artigos se leite é veneno, se frutose derrete o fígado, se soja dá câncer e comece e treinar mais. Você acha que o homem do paleolítico que caçava magafauna com varas se preocupava se as refeições desmedidamente grandes em proteínas e gorduras saturadas iria entupir as suas artérias? Acho que deu para entender que a questão é que você deve começar a se mover mais, com mais força e mais intensidade e depois se perguntar se determinado alimento é "funcional" ou não. Enquanto for um saco de merda, tudo vai fazer mal. Aos poucos, conforme você experimenta, você saberá o que é bom e o que é ruim PARA VOCÊ. Se você lê meu blog, já tem alguma base do mínimo que é preciso saber, pare de ser bitolado em coisas inúteis. Aposto que você deve conhecer algum cara que trabalha no pesado que nunca ouviu a palavra carboidrato e nem tem uma remota ideia do o que "dieta" talvez possa significar, e é muito mais forte e saudável que você e a maioria dos "bros" assinantes de todos os canais fit no youtube da academia que você frequenta. Use estes insigths para refletir sobre como você deixou de ser homem e se tornou uma vadia chorona que precisa se firmar em dezenas de artigos para se convencer e ter a esperança que não vai morrer de câncer por comer uma batata as vezes.

Alimentos funcionais

Mesmo assim, você que chegou aqui hoje e ainda se sente sem rumo sobre por onde e como começar, eu vou fazer uma lista para simplificar tudo. E você que já acessa aqui a tempos use esse texto como motivador, jogue essas palavras no seu fogo interior para se distanciar ainda mais da massa de macacos comum, sendo um ser superior que usa a comida conforme deve ser usada, e não para calar as suas frustrações pessoais mas para te transformar numa máquina de ímpeto e disposição e virilidade indomáveis.


  • 1- Primeiro você vai treinar mais pesado (de preferência para mais força bruta), seja erguendo mais peso, treinando por mais tempo ou mais vezes na semana, com a convicção que deu tudo de si no dia. Só saia da academia ou de onde quer que você vá treinar quando tiver a certeza que se você fosse um observador externo, estaria convencido que viu um esforço genuíno. Tenha orgulho de si mesmo e seja a motivação que você procura  encontrar em caras aleatórios na internet que nem sabem que você existe. Além disso você vai fazer dois treinos aeróbicos na semana, pouco importa o dia ou o tempo.



  • 2- Considerando que você se alimente como qualquer bostileiro médio, você vai reduzir PELO MENOS a metade a quantidade de carboidratos que come durante o dia, se não sabe quais são todos eles, pesquise seu pascácio estúpido. Vai ser ruim e desconfortável? Vai. Vai se sentir fraco e patético no começo? Vai também. Sua criança interna vai te atormentar para você comer como bem entender? Vai, e é aí que você começa a entender como você é um escravo dos seus vícios. Mas também você vai começar a achar que é um guerreiro espartano, e vai querer contar pra todo mundo como você está fazendo "low carb" e sentindo bem com isso, como agora você entende de dieta e é disciplinado. Sim. Porém você está num dos poucos lugares que presta e falam a verdade na blogosfera, eu digo que você não deve nem sequer pensar em comentar sobre essa sua "mudança" com qualquer pessoa que seja, MUITO MENOS POSTAR ISSO EM ALGUMA REDE SOCIAL. O conhecimento que eu passo aqui é ouro e você não deve compartilhar com imbecis ao passo de ser considerado como um traidor covarde. Sim, eu não desejo popularidade e tudo que eu digo aqui é pensando NO SEU DESENVOLVIMENTO HUMANO. Você está aqui porque está atrás de respostas que o seu subconsciente diz que você precisa encontrar. Não desperdice sua energia tentando convencer ou se justificar para quem não merece valor. Se de o respeito e não seja mais um cara comum que quando faz qualquer coisas um pouco fora da normalidade já se acha um vitorioso. NÃO. Fora que quanto mais você falar sobre seus empreendimentos, mais terá chances de falhar em breve. Esqueça essa punhetação de merda que dizem que você "deve comunicar seus objetivos para que se sinta obrigado em cumprir". Muito pelo contrário, você tem muito mais chances de ser bem sucedido se fizer tudo sigilosamente, sigilo é um dos grandes poderes do subconsciente. O que você deve pensar é: o quão inútil e desprezível eu sou por não conseguir nem ficar sem comer a quantidade absurda de carbos que todos comem diariamente? Que tipo de homem eu sou que busca conforto e facilidade em tudo? Meus ancestrais teriam orgulho ou vergonha da cadela preguiçosa que eu me tornei? Esse é o mindset adequado para cumprir seus objetivos.



  • 3- Sua refeição com mais carboidratos será OBRIGATORIAMENTE DEPOIS DE TREINAR e de preferência, quando já estiver com a barriga dolorida de fome. "Huuur mas e a janela anabólica Héracles?" PAU NO SEU CU FILHO DA PUTA! Você não precisa se preocupar com isso, acredite. Quais carbos? Os que tenham melhor digestibilidade para você (e isso é uma coisa que você só descobrirá testando) e que tenham mais conteúdo micro-nutricional e bastante calorias. Simples. Esses serão os principais, mas pode variar as vezes. Se você não é um deficiente mental já deve ter entendido que o que é realmente ruim não é o carbo em si mas a sua rotina de treino fraca. Quer comer todo tipo de merda e não engordar, treine mais e mais e se sinta livre. Ponto final.



  • 4- Para começo, uns dois dias de jejum de pelo menos 16 horas seriam interessantes para aprender como você se sai. Se passar muito mal, significa que está muito viciado em carbo e precisa se curar seguindo as dicas acima, assim que melhorar um pouco a sua sensibilidade a insulina (que é melhorada com treinos pesados) tente novamente jejuns. Dar um tempo para o intestino descansar é um dos grandes segredos de saúde, pergunte a qualquer centenário sobre qual o segredo para viver tanto e bem e ele dirá comer pouco. Isso nenhum médico engomadinho diz em lugar nenhum porque a indústria médica fatura BILHÕES com pessoas doentes, e quanto mais e mais as pessoas comem, mais doentes ficam. Nosso intestino é o nosso "segundo cérebro" e influencia tudo, até nosso humor, e no mesmo sentido que uma mente sempre tagarela é uma mente doente, um intestino sempre cheio vai te deixar doente e fraco porque digestão é um processo fisiológico que usa muita energia, seu corpo precisa de muito sangue e nutrientes lá para finalizar o processo. Essa energia poderia estar sendo usada em outras coisas, como no seu foco mental, na construção de músculos e produção de força suprema, na plasticidade neural que conferiria criatividade a você, no seu sistema imunológico, enfim, mas está sendo empregada para digerir os donutts e pizzas que você come a cada momento, afinal digestão é um processo urgente para o corpo uma vez que apodreceríamos por dentro se assim não fosse. Por isso você se sente sempre letárgico, preguiçoso, fraco e bunda mole (e lembre-se, "letargia é morte").  Além de tudo isso, jejuns serão um treinamento mental para você não ser tão influenciado por alimento e ser um pouco mais tenaz. 



  • 5- Todas as refeições que você eventualmente fizer, DEVEM ter alguma proteína animal em abundância. E todos os dias você vai comer uns 5 ovos pelo menos (não pela questão de bater proteínas) e uma peça de fruta qualquer por causa da importância dos micronutrientes, e vai aumentando essas quantidades a medida que treina mais. Aprenda uma coisa que talvez ninguém tenha falado por aí nos sites gays de "malhação" e crossfit que você acessa: quanto mais treinar, mais MICRONUTRIENTES você precisará para não ficar com o imunológico lá no puta que pariu. Isso que a maioria dos bodibiuders de internet não falam, e por isso a carreira deles é curta e vivem doentes e mal conseguem dar um peido se não encherem o cu de estimulantes fortíssimos. Fora que os micros fazem você se recuperar mais rápido, o que significa que você poderá treinar mais vezes. Entretanto você não precisa comer uma infinidade de alimentos diferentes, importando comida de lugares que você nem sabia que existiam conforme as paticionistas e corssfiteiros gostam de dizer, - "quanto mais colorido o seu prato, melhor". PAU NOS SEUS CUS TAMBÉM! Coma as coisas certas sem frescurinhas para parecer cool, não seja imbecil. E uma das coisas mais certas que existe são ovos. Coma vários por dia e jogue fora essas porcarias de multivitamínicos que só geriátricos compram. E fruta coma a que gostar e tiver disponível, simples, e não precisa ser muito não. Seres humanos são mais predadores do que presas, coma conforme essa realidade. Frutas em excesso é cardápio de presas.


Pronto, já pode jogar fora todos os seus suplementos ultra modernos e parar de gastar dinheiro com esses lixos inúteis, mandar a sua nutricionista e seu instrutor retardado tomarem no cu, parar de ficar desperdiçando tempo vendo youtubers fit falando um monte de abobrinha para te enfiar ainda mais suplementos goela abaixo. Sua saúde, virilidade e disposição vão melhorar, você nunca mais vai ficar de cama ou doente. Vai economizar um monte de dinheiro, e sua vida será estupidamente mais simples. Se quiser usar alguma coisa, vá no certo que é testosterona, todo o resto de suplementos milagrosos ou qualquer outra merda fit, jogue fora. Você não precisa dessas coisas para treinar, você não precisa ter um doutorado com honras acadêmicas sobre nutrição ou bioquímica para "aprender" a treinar fudidamente pesado, tudo que você precisa são bolas de aço e força de vontade. Você não precisa fazer o que a celebridade fit disse que você precisa, aliás você nem precisa fazer praticamente nada do que eu disse, a única coisa que você precisa é:


TREINAR MAIS PESADO E MERECER SEUS CARBOIDRATOS.

Eu resumi uns 10 anos de experiência em treino e dietas variadas, com uns 5 anos trabalhando como treinador de todo tipo físico e psicológico de pessoas, das mais variadas aptidões e idades e a regra que sempre dá certo é a mesma: TREINO INTENSO E PESADO, pode comer da forma que você quiser e achar mais interessante, ou treinar da forma que mais lhe agrade (lembrando é claro que existem maneiras mais e menos eficientes). Todo esse monte de artigos e palavrado pseudo intelectual que você encontra por aí é apenas maquiagem para lhe vender algum pó adulterado com o pote brilhante e uma forma de justificar a sua moleza, fazendo você se sentir melhor por não fazer o trabalho duro e ser um moleirão que quer tudo fácil e rápido.

E saiba que FORÇA NUNCA É DE MAIS!  

Ponto final.


-----------------------







Espero ter ajudado, e me desculpem pelo tom de desabafo desse tópico.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Mentalidade Primitiva


"A mentalidade primitiva não inventa mitos, mas os vivencia." - Jung



Frequentemente eu falo sobre a importância de adotarmos uma conduta de vida que nos faça adquirir hábitos que uma mente mais primitiva e tribalista teria. Para minha perplexidade, uma vez que o blog todo gira em torno desse tema, aparentemente algumas pessoas não entendem no que isso pode ser benéfico, ou melhor, como essa conduta pode ser "praticável" no dia a dia, e no que isso pode ajudar nós que frequentemente desperdiçamos nosso precioso tempo submetidos a trabalhos assalariados com horários pré-determinados tendo a "obrigação" de cumprir tarefas completamente inúteis e sem sentido dentro desse lapso temporal , enquanto nossas realizações realmente significativas são deixadas de lado, abandonadas no tempo e espaço. Lógico que levado ao pé da letra "mentalidade primitiva" não significa muita coisa, talvez apenas algum fetiche anarquista adolescente por homens supostamente viris que cantam rock. Aliás isso nem tem como significar alguma coisa para "caras" do século 21 que moram em centros cosmopolitas multiculturais que acham normal passar o final de semana inteiro na frente de uma tv fazendo maratona de netflix comendo doces para silenciar a criança interna. Porém, ao estudarmos um pouco de psicologia humana com base Junguiana esse conceito começa a ter algum sentido real a aplicável, tendo uma importância imensa na aquisição de uma vida com mais significado e dignidade. Assim sendo, eu vou tentar explicar essas coisas ao longo do que segue.

Esse conceito remete, basicamente, a um domínio menor do ego na nossa vontade e uma influência maior (algumas vezes total) do conteúdo subconsciente da psique que é onde está escondido todos os mistérios e respostas da nossa existência, lá debaixo da influencia constante do consciente. A sabedoria primitiva, que é exageradamente e injustamente criticada pela comunidade moderna, principalmente pelos "intelectuais esclarecidos (normalmente esquerdistas, ateus e niilistas) com doutorado na puta que te pariu", só pode se manifestar a partir de uma diminuição da influência da nossa consciência. E essa sabedoria é transferida para todos os humanos por meio da tradição e dos arquétipos, que de uma forma ou de outra e se manifesta de diversas maneiras, muitas dessas vezes como patologias psíquicas. Mas apesar disso é uma espécie de "âncora" que evita que a nossa consciência se perca em neuroses incuráveis se for bem compreendida. A vida contemporânea desenraizada da espiritualidade é uma completa e absoluta neurose, e só "voltando ao básico" podemos curar-nos desse mal.




A mente primitiva está numa faze crepuscular do consciente, ou seja, muito susceptível aos mistérios do inconsciente que sinalizam aspectos ocultos na nossa psique. Assim sendo, o homem primitivo não tem a capacidade de julgar se pensou ou vivenciou algum mito, pois quem faz esta distinção é a nossa mente consciente. Neste sentido podemos dizer que os mitos de povos antigos apresentam um semblante oculto e misterioso (para a mente consciente) da alma humana que explicam sobre o nosso verdadeiro ser, não são apenas fantasias mas ASPIRAÇÕES da nossa existência como seres humanos, e isto se repete em todos os lugares em todas as épocas. Mitos são um reencontro com a nossa alma primordial.


"A mitologia de uma tribo é a sua religião viva".


A partir desse pressuposto, ao avaliarmos a "mitologia" contemporânea, fica a pergunta: o que diabos estamos fazendo com nós mesmos? Talvez muitos cheguem aqui no blog que (inclusive) leva o nome de um mito e se perguntem: "essa merda de mitoboiologia é apenas isso, mitos irreais, fantasias de selvagens cretinos que moravam em cavernas fedorentas influenciados por religiões estúpidas e drogas alucinógenas e não sevem de nada hoje em dia, porque diabos ele vive postando coisas sobre esse assunto de merda?"

Analisando alguns comentários que tive e ao constatar que os tópicos menos acessados são os que tratam mais exclusivamente de mitologia, fica claro perceber que a maioria das pessoas não se dão conta de quão importante eles são e do poder de transformação que entender corretamente esses mitos tem sobre a nossa vontade, pois como dito acima, nada mais são que manifestações da alma primordial. São escritos de forma misteriosamente simbólica justamente para reduzir a influência do nosso "eu" (consciência) e seus pré-julgamentos sempre influenciado pelo pensamento ou superstições da moda nas suas interpretações. Estes mitos estão falando diretamente com a nossa alma, e uma mente fortemente influenciada pelo "eu" só verá fábulas, mas na verdade são alegorias de processos físicos aos quais todos os seres humanos estão submetidos, e somente as vontades mais cristalinas, ou seja, as menos contaminadas pelos modismos do momento e as almas mais grandiosas em virtudes são capazes de se dar conta do seu verdadeiro conteúdo, ou pelo menos tem uma intuição que estas coisas significam algo real e passível de ser aplicado por qualquer um que realmente queira ser um homem melhor do que a média, se esforçando para superar seus vícios e fraquezas. Aliás, a linguagem divina, os livros sagrados de todas as religiões são escritos na forma de alegorias justamente para os idiotas não entenderem nada e ficarem presos ao "pé da letra" achando que tudo não passa de fantasia. Isso já é uma forma de estratificação, conforme aquele famoso versículo "separando o joio do trigo", porque esse conhecimento é realmente modificador e só os verdadeiramente capazes tem o privilégio de entender, e em todas as épocas a maioria das pessoas são idiotas inúteis que não valem a pena nem o trabalho de serem verdadeiramente esclarecidas.




Por isso hoje em dia eu acho graça e tenho um pouco de pena de pessoas que vem aqui simplesmente criticar quando eu falo de espiritualidade ou falar que mitologia e ritos ancestrais, sejam eles quais forem, são apenas uma espécie de fetiche homossexual quimérico ou algo semelhante. Esse tipo de comentário revela uma mente bastante tacanha e doente (neurótica) escravizada completamente pelo ego que não consegue perceber nada além do óbvio racional, nunca se darão conta as nuances e respostas escondidas nos mitos, além do mais, se você que está lendo agora simplesmente não gosta desses assuntos, apenas abstenha-se, se poupe de passar por idiota aqui também.

O nosso verdadeiro eu está escondido no subconsciente e não pode vir a tona porque o consciente não permite, pois este não suporta a ideia de não estar no comando. A imagem que queremos passar, as coisas que achamos que acreditemos e até os desejos que achamos que temos são produtos artificias criados pelo consciente para mante-lo sempre no comando, nos escravizando e arruinando a nossa vontade verdadeira. É isso que está escrito nas entrelinhas dos mitos. Quanto mais você "satisfaz" seus desejos, quanto mais você diz que é livre e faz o que tem vontade toda hora, quanto mais você reverencia a racionalidade e negligencia coisas do espírito, mais se sente atolado num vazio existencial, porque você está adorando um deus falso que não alimenta seu conteúdo interno e ainda sai achando que é o cara mais esclarecido e pica grossa do mundo. Mas não, você é apenas mais um escravo que está navegando a míngua pela existência igual qualquer outro zé ruela comum, sendo levado pela maré, hipnotizado por idiotices inúteis, indo para a direção que a modernidade quer que você vá, mais uma vez, por mais que tenha a certeza absoluta que é um cara esclarecido e fodão que não precisa desses "exoterismos baratos" para se dar bem.

Não estou tentando dizer com tudo isso que eu sou perfeito ou que não caí nesse mesmo erro que todos caem como alguns provavelmente irão me xingar nos comentários (apesar que desde criança eu sou aficionado por mitologia e seus significados), muito pelo contrário... porém o blog é onde eu transmito as coisas que eu aprendi e principalmente, as coisas que ainda estou aprendendo, numa constante evolução do meu ser. Inclusive essa tendência de transmitir uma imagem que eu acho adequada para mim mesmo é uma ideia muito viva na minha vida e estou aprendendo a lidar com isso entendendo melhor o conteúdo do meu subconsciente. Esse conhecimento mudou minha vida e eu estou simplesmente transmitindo as coisas que eu acho importantes e que acredito que valem a pena serem compartilhadas.


"É preciso uma determinação desenfreada de Héracles para arrancar do corpo a túnica de Nesso e entrar no fogo da imortalidade, afim de se transformar naquilo que verdadeiramente é." - Jung


O mito de Héracles é talvez a expressão máxima de todas essas questões, da mentalidade primitiva, de tudo o que ser homem significa consciente e inconscientemente e não por menos eu escolhi esse nome para o blog. Para a maioria das pessoas ele é apenas uma espécie de super herói criado por algum poeta/cineasta da Grécia antiga, e toda sua jornada não passa de um cinematográfico roteiro ideal para fazer alguns filmes e séries com bastante efeitos especias e computação gráfica. Se você pensa assim, precisa aprender a ler as entrelinhas, precisa se comunicar melhor com seu subconsciente, precisa deixar de ser tão cru ou tão "duro" e aprender a recriar mitos antigos e enaltecer a verdadeira espiritualidade.

A ideia de divindade é transmitida em absolutamente todas as eras, por todos os povos, em todos os tempos e lugares. O ser humano entende que existe alguma coisa nele mesmo de divino, pois de outra forma não poderia ter a liberdade da própria vontade e para firmar essa idealização criou os deuses. Os deuses nada mais são que emanações ou ASPIRAÇÕES do próprio espírito humano, da capacidade do homem de criar a partir do nada e mudar as circunstâncias da realidade conforme seus interesses. Um pensamento se torna uma vontade, e essa vontade se torna uma ação, e essa ação muda o curso natural das coisas, isso é magia pura, isso é poder e só pode advir de alguma coisa superior a nós mesmos, ou seja, do nosso subconsciente ao alma, que está ligada a alguma coisa misteriosamente ainda mais poderosa.




As religiões, os deuses lembram a nós mesmos da nossa própria divindade, isso sem se desvencilhar da nossa mortalidade e vícios mundanos, afinal de contas somos biologia também. Todos os mitos começam com esse aspecto fundamental, e Héracles não é diferente, pois como sabemos ele é filho de Zeus, porém, ainda assim um mero mortal susceptível as vicissitudes da vida humana. A sua força descomunal nada mais é que uma alegoria para o espírito ou o nosso deus interior (vontade), que pode ser usado para o bem ou para o mal, vai depender de como seus atos e de quão influenciado pelos vícios (que são a mesma coisa que demônios) nós nos permitimos ser. Todos estão inclinados a sucumbir aos mesmos vícios, mas só os com a vontade cristalina e sem influência mundana podem vencer e subir ao olimpo no final do percurso, ou seja, podem se desvencilhar completamente do ego e reconhecer o verdadeiro deus interno, conseguindo assim não ser mais influenciado pelo "mundo".

E essa vontade cristalina é construída a partir das provações e enfrentamento sem demora, sem medo dos nossos demônios e monstros que habitam a psique. Os 12 trabalhos, cada um com algum significado distinto sobre alguma tentação que a alma humana sofre são alegorias para isso, para encontrarmos o nosso próprio eu, acabando todos esses monstros internos, e inevitávelmente sofreremos muito no processo. E a fórmula para se alcançar essa meta é a mesma que é repetida e ensinada em todas as religiões do mundo, a mesma que lemos em qualquer mito, e a mesma que o homem "selvagem" tenta emular, a mesma que eu repito e re-repito no blog, provações, retidão, ascetismo, reclusão, renúncia da vida fácil e moderna em qualquer época, não é apenas um "fetichismo" barato mas a fórmula para uma vida plena. A super força de Héracles não significa somente a força física, mas mais rigorosamente a força da sua vontade para vencer qualquer tipo de provação e tentação, sua jornada é e se resume a isso, inclusive nas suas falhas. Aliás uma das coisas mais interessantes do mito de Héracles são precisamente a suas falhas, de como que mesmo com todo treinamento e dificuldades que alguém pode se submeter, ainda e sempre estará predisposto a errar, mesmo depois de conhecer o inferno e voltar para contar a história, afinal obter prazer imediato é sempre mais fácil, devemos nos lembrar sempre disso.




Vivenciar estes mitos significa descobrir, entender e aplicar seu conteúdo obscuro que fala diretamente com o nosso eu primordial e isso passa pelo processo de silenciamento da mente consciente. Todo sábio da história sabe que o pior inimigo de um homem é a sua mente inquieta, neurótica em coisas que no fim de tudo não nos levam a lugar nenhum. "Tudo é vaidade" disse um velho barbudo. Reconfigurar a sua mente para uma mentalidade primitiva é simplesmente ascetismo das facilidades modernas. Se forçar a provações de cunho espiritual e físico para que você possa aprender a ouvir seu subconsciente. E isso é totalmente aplicável em qualquer lugar que você esteja, pois só dessa forma você se torna dono de si mesmo, fazendo apenas o que realmente é preciso ser feito, focando no que é importante. Silenciando o ruido da mente você se desinteressa pelo ruido do mundo moderno e volta ao passado, reverenciando todos nossos ancestrais, dando voz as suas vozes. O que cultuar ritos ancestrais faz por nós hoje em dia? reduz a influência do consciente que é completamente influenciado por coisas volúveis que esvaziam nosso ser e é exatamente isso que faz toda diferença.

Uma mente primitiva se preocupa com a família e da importância de manter e cultivar essa base, se importa em manter a saúde em ótimo estado pois o nosso corpo é o veículo que aplica as nossas vontades, é o que as materializa em ações, por isso quanto melhor for o nosso corpo, melhor será a nossa vontade, não se importa com estética pura e simplesmente, mas com a força capaz de assustar qualquer ser humano, porque força é vontade, dá voz ao passado praticando ritos que levam diretamente de encontro com o nosso deus interior que se manifesta em todas as coisas da natureza. Mente primitiva é autentica e sabe a sua função no mundo e não faz as coisas para agradar ou se encaixar em determinada agenda, não se importa com futilidades, apenas com a grande obra, pois sabe que a continuidade dos mitos depende das suas ações também. É independente e sabe que só pode contar consigo mesmo para evoluir.

Uma mente primitiva sabe que é única e age em conformidade, não sendo apenas mais uma ovelha do rabanho.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Elimine Tudo que é Desnecessário



O desenvolvimento da nossa vontade, que é a única coisa ao qual realmente temos controle, fará você ter uma nova vida em muitos aspectos, ou melhor, em todos os aspectos que você ache necessário. Mas como qualquer "virtude" humana, a vontade precisa ser treinada e aprimorada para que se torne sublime e acima de média. Como fazemos isso afinal? Como aprimorar a própria vontade? Como ter um desejo capaz de mover montanhas? Aparentemente isso (vontade) é uma coisa inerente a qualquer ser humano, uma qualidade inata que não pode ser "treinada". Se você pensa assim, saiba que está errado e provavelmente está desperdiçando uma grande quantidade de energia que poderia estar sendo usada para te impulsionar para frente.

A primeira regra que rege a "elevação" ou "frenesi" para o "berserkergang" (falarei mais detalhadamente sobre isso na continuação da minha série dobre os berserkers) é:

"O Berserker deve treinar IMPLACAVELMENTE para eliminar tudo que é desnecessário" 

Essa frase tem uma significância tremenda e deve se estender para todas as esferas da sua vida. "Elimine tudo que é desnecessário" deve se tornar um mantra a partir de hoje. Isso se faz tão primordialmente importante porque primeiramente é uma forma de concentrar e acumular a sua energia vital, sem muito dessa energia concentrada é impossível atingir a elevação, ou num nível mais básico, é impossível ter uma vontade fortemente determinada que realiza coisas significativas.

O exercício da vontade começa primeiramente pelo entendimento dessa constatação e esforço contínuo na busca desse objetivo, deixando sua vida mais simples, porém mais focada. E focada nas coisas certas. Simplesmente esqueça as coisas que você sabe instintivamente que não te agregam em nada e foque apenas em atividades que aprimoram seu material humano. Isso envolve uma gama de ações muito ampla, desde o uso do celular, festas, socializações inúteis, empregos "vampiros" de energia vital, estudos sobre assuntos que não te levam o lugar nenhum, enfim, uma infinidade de atividades que no final não significam nada no escopo da vida.

O primeiro passo para isso tudo é acalmar a sua mente de macaco a parar com a tagarelice constante e infinita que te faz pular de um assunto para outro a cada segundo, acabando com a sua capacidade de concentração e foco, diluindo a sua energia por dar atenção a um monte de coisas sem importância, o que inevitavelmente fará  que a sua ansiedade aumente, consequentemente pode te jogar num estado depressivo onde você vai buscar cada vez mais coisas superficiais para ter prazer momentâneo, porém o seu vazio nunca será preenchido. Nada te entreterá, tudo será tedioso a não ser diversão inútil.

Meditação, ou seja, a prática contínua e consistente da meditação é o quesito inicial para poder acessar o seu subconsciente estando consciente. Isso faz a sua energia vital (espiritual) aumentar, acalma a falação da sua mente doentia, aumenta o seu foco e você começa a perceber e dar valor as coisas que realmente importam e que realmente te elevam mental e espiritualmente. Existe uma infinidade  de técnicas que você consegue achar facilmente na internet eu não vou ficar citando um monte de "conceitos" ou se teoria x ou y é melhor ou pior, procure algo que se adapte a sua realidade e comece a praticar já. 

Mas falando um pouco da minha experiência pessoal, eu diria que inicialmente você deve se forçar a se concentrar num ponto fixo na parede, no chão, enfim, e simplesmente deixar os seus pensamentos fluírem sem dar importância a nenhum deles. Quando sua mente começar a te vencer com a falação incessante, tome o controle e mostre quem manda voltando com força total a concentração no seu ponto escolhido. Aos poucos você aprende como se controlar melhor e saberá o que funciona melhor ou pior. Nisso você vai perceber e talvez até fique assustado com a quantidade de merda que pensamos diariamente, merdas inúteis ou mesmo doentias, que só loucos poderiam pensar. Isso é um reflexo da agressão que causamos todos os dias a nossa consciência, em como estamos contaminados por um vírus silencioso que corrói nossa sanidade e saúde aos poucos.

Se preferir ficar de olhos fechados, concentrar na respiração é uma boa opção, mantendo inalação e expiração bastante prolongadas. A "visualização" pode operar milagres na sua existência. Se você acreditar consistentemente numa coisa, repetindo para si mesmo que você é aquilo que acredita invariavelmente você se tornará o que acredita, e isto é muito mais poderoso se for introduzido no seu subconsciente. Por meio de repetição de uma visualização podemos aprimorar uma virtude, assim como aprimoramos os nossos músculos e habilidades físicas com as repetições metódicas e consistentes dos exercícios. Ter um mantra e recitá-lo mentalmente ou falando nas suas meditações fará você mudar de atitude perante a vida. Isso é ensinado em todas as religiões desde o início da humanidade. Uma mantra nada mais é que umas palavras que expressam para você algumas virtudes que são importantes, como ter mais coragem, disposição, força de vontade (esses são os meus mantras). Na prática da meditação, usar esses mantras como forma de manter o foco também é muito útil. Quando sua mente divagar, foque nos seus mantras.

Outra coisa que eu achei importante, porém não é uma "regra" é manter a posição de lótus (existem vários níveis dessa posição, faça o que você consegue). Pelo que percebi a prática fica melhor e mais significativa nessa posição. Eu tinha uma dificuldade tremenda no começo, pois minha mobilidade não é das melhores especialmente na perna esquerda, e eu tenho os membros muito alongados, fora um princípio de hérnia de disco, o que faz com que essa posição seja especialmente dolorosa de manter depois de algum tempo relativamente curto, porém já melhorei bastante. Pode-se fazer a meditação em qualquer posição que você ache conveniente, porém eu recomendaria você a treinar e se esforçar a ficar confortável na lótus. Além do mais, é sabido que a dor e sofrimento fazem você atingir a "iluminação" (acessar o subconsciente estando consciente) mais facilmente, então a dor e o desconforto vão moldar ainda mais a sua vontade. Quanto mais miserável for a sua experiência, mais vitorioso e renovado você sairá do outro lado.


Qual a intensidade e sublimidade de uma vontade que é capaz de suportar o próprio corpo sendo queimado?

A prática da meditação deve ter por finalidade acalmar ou silenciar a mente consciente, fazendo-se cessar a tagarelice para que possamos ouvir e estar sob domínio do subconsciente que é onde perdemos o nosso "eu" ou o nosso "ego" e a noção de tempo e espaço e da separação entre mente e corpo. Elevação só é possível quando não pertencemos mais a nós mesmos. Porém o objetivo é que esse estado seja atingido deliberadamente por nós quando acharmos necessário, e não apenas em circunstâncias alheias a nossa vontade consciente (como em sonhos ou em situações de risco eminente de vida ou pelo abuso de drogas), por isso a prática séria e constante é tão importante. No nosso subconsciente está guardado as respostas para todas as questões da vida, para a elevação da nossa energia vital, aprender a ouvi-lo é fundamental para a pessoa que quer sair da mediocridade que nos é imposta diariamente. Toda a vida moderna te força a odiar esse estado meditativo, a procurar fazer esse tipo de coisa e isso não é por acaso. Será uma verdadeira tortura no começo, acredite. Talvez você não consiga parar quieto por 5 minutos, mas não desista.

Com o tempo, você vai aprendendo cada vez melhor como controlar seus pensamentos, e isso vai se irradiar para todas as áreas da sua vida. Sua vontade vai ser mais forte para resistir aos vícios que tanto temos a todo instante, vai ser mais forte para dizer sim ou não para as coisas, vai ter mais disposição para fazer em vez de simplesmente consumir, mas forte para manter a disciplina nas coisas que precisam ser feitas pois sua energia está mais concentrada. Cada vez mais você vai ter menos vontade de fazer as coisas que todos fazem, vai se sentir mais atraído pela natureza e pelo contato humano genuíno que agrega algo na sua existência, logo você vai notar nitidamente o quão doentia são as nossas vidas com todo esse ruído e com todos esses estímulos artificiais. O autoconhecimento é uma coisa mágica que fará você voltar ao básico e eliminará toda vontade pelo o ruído da vida moderna , das relações e atividades estéreis sem significado ao qual estamos doentiamente submetidos.

Assim como qualquer outra atividade ancestral das atividades humanas, a meditação e iluminação também foi "deturpada" pela modernidade, transfigurada numa viadagem hippie regrada a muita maconha, ou a "transcendência" numa festa rave regrada a drogas pesadas altamente tóxicas. A meditação para nós não pode e jamais terá a mesma conotação que tem para essas pessoas inferiores. Não somos "paz e amor", não buscamos a iluminação em festas ou baladas, não fazemos isso para fazer postagens com textões agradecendo o sol no instagram pagando de evoluidinho e descolado "zem". Isso é auto-conhecimento ou melhor, AUTO-APERFEIÇOAMENTO, por isso o ascetismo pelo treinamento físico e mental é tão importante para nós do Complexo. Esqueça toda essa baboseira que você lê na internet sobre meditação, yoga e afins e entenda que acalmar a sua mente é necessário e urgente quanto mais você se desafia, afinal é preciso uma mente cristalina e CENTRADA para encontrar as melhores soluções, e isso com certeza não significa que você precisar ser passivo com tudo na sua vida ou começar a dar a bunda e se vestir igual a um retardado mental. Muito pelo contrário, queremos mais energia para podermos dobrar ainda mais a realidade que nos cerca conforme a nossa vontade.

Você que esta lendo isso já deve ter entendido que você é o único responsável pela realidade ao qual está vivendo, e essa realidade se estende tanto no plano físico quanto no intelectual e espiritual, afinal a saúde mental é  SUA responsabilidade também. Acalmar e calar os demônios que falam na sua cabeça é sua obrigação. A única coisa que realmente tem valor nessa vida são nossas ações e feitos, nada mais tem importância real. Toda sua vida deve estar voltada para que você cumpra seu objetivo, para que você mude a realidade ao seu redor conforme a sua vontade. A vontade humana é mágica e foi o que mudou toda a realidade do mundo, intensificar essa vontade é substancial, e isso passa inicialmente pela prática da meditação.

Se privar de prazeres momentâneos são uma forma de treinarmos a nossa vontade a ser mais forte, mais intensa. Por isso os mestres de qualquer prática religiosa ou mesmo nomes que realizaram  grandes feitos passam por momentos de reclusão e privação de tudo que é considerado normal na época. Jejuar, hábito que já tenho a alguns anos conforme venho falando aqui nos outros posts do blog, também tem a capacidade de elevar a nossa força vital pelo fato de também exercitar a nossa vontade. Lutamos contra a vontade de comer todo tipo de porcaria açucarada a toda hora, afinal comida é uma das coisas mais fáceis de se conseguir hoje em dia. Comer de mais e muito frequentemente inebria sua mente, te deixa com preguiça e letárgico (letargia é morte) e desregula todo seu organismo, por isso jejuar é importante no exercício da vontade e da boa saúde. A própria meditação é muito mais fácil de ser "feita" em jejum. Recomendo fortemente que faça um teste caso esteja tendo muita dificuldade em conseguir silenciar sua mente. É absolutamente comum todo homem que busca elevação espiritual praticar longos jejuns e isso não é por acaso. Aprenda a viver dessa forma, se alimentando só do essencial. Saia da normalidade.

Evitar como praga as redes sociais e demais facilidades tecnológicas também deve ser uma prioridade, afinal, essas tecnologias são uma fonte constante de prazer momentâneo que te desligam da realidade. Já parou para se perguntar porque a sua vida cotidiana é tão entediante e monótona? Porque você se sente toda hora ansioso, esperando impacientemente aquele momento de êxtase que vai dragar toda sua atenção e emoção, porém esse momento nunca chega? Ora, isso é simples de entender. Toda hora você se desliga para ver vídeos, histórias, conversas lá da puta que te pariu enquanto seu dia escorre aqui e agora mesmo.Todo mundo é melhor nesses lugares. Você é literalmente "enfeitiçado" pelas coisas legais que todo mundo está fazendo enquanto você está olhando para uma tela brilhante esperando a hora de poder ficar ainda mais ocioso no fim do dia ou no final de semana. Sua vida não tem significado porque é isso que você quer quando perde seu precioso tempo e energia vendo merdas inúteis numa tela brilhante sem vida, alimentando seu ego infimamente faminto por prazer. Você treina para sentir prazer sendo passivo, invejoso e consumista. Pare agora mesmo, pratique a reclusão digital, desligue ou jogue fora essa merda de celular, eu garanto que não tem nada de importante lá e a sua vida vai melhorar daqui pra frente. Ninguém se importa com a sua opinião sobre o presidente, você não precisa saber "das notícias", ninguém quer saber o que você fez final de semana, ninguém te acha bonito e atraente por mais que você tenha chavecado a mais gata da balada e ela tenha te dado mole, você não é descolado porque faz a mesma merda que todo mundo faz todos os finais de semana. Esqueça as festas, os lugares legais, a ostentação, a azaração e foque só no seu desenvolvimento, cultive relações sociais apenas com as pessoas que te acrescentam algo em troca, o resto é lixo.

A meditação vai ser muito mais fácil se você não perder tanto tempo com essas coisas. Não se importe com o que os outros estão fazendo, afinal de contas, isso não importa nem um pouco e comece a construir a SUA realidade, o seu mundo.




Sim, você não deve mais fazer parte dessa "idiocracia", essa vida fútil sem significado norteada por idiotices que não significam nada para sua evolução como homem. Esqueça o que eles dizem, busque a elevação, concentre a sua energia, se aproxime do seu eu interior, do seu subconsciente. Fazer algum retiro por alguns dias no meio do nada e sem contato com ninguém também é bastante útil. Isso pode ser desde acampar em algum lugar relativamente distante ou pegar o carro ou seja lá qual veículo e sair por aí sem rumo, sem celular, sem nada, só você mesmo, interagindo com humanos como humanos faziam antes da invenção da internet, ou interagindo com a natureza de preferencia num lugar desconhecido, só você e seus pensamentos. A simplicidade da vida pode lhe ser apresentada numa dessas peregrinações e você nunca mais vai querer voltar ao estado atual.

Todo tipo de privação auto-imposta buscando uma maior clarividência mental-espiritual é uma maneira de treinar a vontade... banhos frios, acordar mais cedo todos os dias, parar de assistir a sua série favorita e ler um livro, começar a escrever, mudar de emprego, guardar dinheiro, ser minimalista com relação ao consumismo, fazer uma dieta, enfim, todos esses pequenos ajustes são formas de exercitar a sua vontade para coisas cada vez mais grandiosas. Sobre o treinamento físico rigoroso eu nem preciso falar aqui, creio eu. Comece a se forçar a voltar ao simples, não tenha tantas necessidades e esqueça o que a modernidade está te falando ou exigindo, você não precisa disso, não seja igual a todo mundo, seja um ser superior que não se importa com essas merdas e só tenha como objetivo o seu auto-aperfeiçoamento e a sua missão no mundo. Seja o cara foda que faz tudo que você acha interessante que você sonharia em conhecer.

Esqueça futilidades e não desperdice a sua energia, seu tempo é curto aqui, seja um deus que possui uma vontade indomável capaz de mudar tudo e todos ao seu redor e que faz coisas que o chimpanzé comum acha impossível, convença pelo exemplo e faça com que todos na sua volta sintam vergonha da própria preguiça e burrice quando presenciarem o sua virilidade, ascetismo, auto-motivação e a sua disposição para estar vivo. O ser humano dominou os outros animais da natureza porque é o único que sabe que vai morrer. Essa lembrança que nos assombra, esse final ao qual todos estamos fadados é exatamente o que fez com que o homem mudasse tudo ao seu redor, pois ele sabe que o tempo é curto e logo vai acabar e a única coisa que vai permanecer de nós nesse mundo são os nossos feitos. Por isso, tenha urgência em mudar de vida, tenha urgência em parar de desperdiçar energia com coisas estúpidas, seja único.



quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

CINCO MANEIRAS DE MOVER MONTANHAS


Novo ano, mesma aspiração: SUBIR AO OLIMPO POR MÉRITO PRÓPRIO!

Um novo ano é chegado e uma nova era é anunciada, novas conquistas, novas ambições, novos empreendimentos, novos sonhos, novas lendas. Ultimamente estou passando por algumas transformações e experimentações, muitos estudos e práticas sobre coisas que eu não entendia muito bem e por MEDO deixava de lado, e pelo que venho percebendo, são mudanças extremamente positivas e estão me transformando numa nova pessoa, num novo eu, me propiciando uma nova vida. Não poderia dizer que é uma mudança drástica do que eu já venho escrevendo aqui no blog a anos, na verdade e absoluta certeza, é um aprofundamento espiritual, filosófico, físico e intelectual de todas as mensagens contidas nos meus textos e traduções, umas extensão e uma CONFIRMAÇÃO real de todas as convicções  que cultivei ao longo desses anos.

Todas essas descobertas e o caminho que eu segui, irei pronunciar aos poucos conforme aprendo mais, aqui no meu blog, porque pelo o que percebo, pelas mensagens que recebo, este local é uma ilha perdida e quase intocável de esperança para muitos, para estes pobres desgraçados que descobriram que na verdade estão mortos em vida. Não os culpo totalmente, mas é preciso saber que a única pessoa capaz de fazer alguma coisa pela sua vida, é você mesmo. Nosso tempo é finito, ninguém fará NADA por nós.

O complexo de Hércules é um chamado para o renascimento, onde os homens perdidos nesse mundo estéril, mecanizado e sem alma navegam a deriva, reféns dos vícios, da própria sorte e das vontades alheias. Assim como o Hércules, devemos escrever a nossa história com sangue, suor, sacrifícios, lágrimas e batalhas, nisso descobriremos que a vontade humana pode operar milagres pois é uma expressão da divindade em nós mesmos, e é exatamente isso no que se resume as minhas descobertas recentes.


"A liberdade prove a imortalidade do homem"




Para começar, uma lista ...


------------------------------------------



Adaptação de um texto de WerewolfCommand


O que segue são técnicas para abraçar os justos:



NENHUMA NEGATIVIDADE

Um dos maiores problemas que as pessoas enfrentam quando vão treinar ou saem da cama é:  ELAS MESMAS! 

Uma mentalidade negativa é uma abominação para a vida, para a tarefa em mãos, e aqueles que procuram tirar o máximo proveito do treinamento e da existência em geral, irão combater e corrigir esse problema imediatamente. Primeiro que ninguém está forçando você a estar aqui. Você está aqui porque quer forjar força e poder, se embriaga com seu próprio sangue quando ele é bombeado através dos músculos de seu corpo enquanto esmaga pesos e passa por rituais extáticos de levantar e superar a resistência. Você está aqui para viver uma vida ao máximo, afundar seus dentes profundamente na carne e rasgá-la, sangrando, do osso. Liderar pelo exemplo, fazer lendas, respirar profundamente e buscar uma vida heroica e um fim monolítico - uma existência selvagem!

Você não está aqui para chorar e reclamar como uma cadela.

Você não está aqui para ser derrotado por uma merda de exercício, ou trânsito, ou suas desculpas de fracassado. Você não está aqui para agir como uma vítima e fazer caretas estúpidas quando as coisas ficam difíceis, ou para falar sobre o lixo de vida que está arrastando você para baixo, ou seus machucados, ou seu chefe... Esta vida não é para você. Coloque sua pele de guerra e a carregue como um berserker pintado pronto para lutar, foder e beber sangue... ou vá para casa e morra no sofá, boa viagem. A escolha é sua.

Então esqueça todas as outras coisas.
Esqueça o maldito telefone celular.
Esvazie sua mente de tudo menos a tarefa que tem em mãos.

Preencha o vazio com fogo e se acenda. Treine e viva com propósito, foco e agressão, a fim de imolar esses pensamentos negativos e conquistar o que você veio aqui para conquistar.


EXERCÍCIO DE VISÃO

Lembre-se de por que você está aqui e tenha em mente um cenário geral. Não fique insatisfeito e distraído com seu treinamento ou empreendimentos em geral, constantemente se distraindo, estabelecendo novas metas, mudando de programas, pulando de uma dieta para outra, sendo uma pessoa, depois outra pessoa completamente diferente. Consiga seu objetivo. Imagine isso em sua mente.

Medite sobre suas vitórias antes de treinar, antes de se levantar da cama e trate esse ideal como um ídolo, adorando-o, dedicando-se a ele, e não deixando a sua atenção vacilar em coisas inúteis como o maldito instagram. Exista e treine de acordo com essa visão, e manifeste-a - trace seu caminho de volta a partir desse momento perfeito de potencial, e veja a escadaria que você esculpiu nela com sua mente. Pise uma escada de cada vez, de forma consistente, com o coração.


SEJA INDISPONÍVEL

Você não pode deixar as pequenas coisas da vida distraí-lo com as luzes da ilusão. Tudo é uma pequena coisa, exceto a grande coisa - a missão principal. A escritura sagrada. A sua escritura de ascendência. Uma vez que você sabe com certeza onde é que você quer ir, um pé deve permanecer na frente do outro a caminho dessa cidade escondida de agora até para sempre, e nada pode tirar você da estrada.

Se sua namorada deixar você, esqueça-a. Consiga uma nova ou viva sozinho. Se você se machucar, triturar seus dentes por exemplo, arrume-os, se não quiser, foda-se, mas volte ao trabalho. Se a sua família ou amigos tentam impedi-lo, dê uma olhada ao redor e encontre uns melhores. Escolha uma nova família. Seja o que for que surja no seu caminho, é um demônio que deve ser morto para encontrar a si mesmo. Ataque rápido, bata forte e pressione.


INCERTEZA É PERIGOSA

Ao levantar pesos pesados ​​ou enfrentar oponentes perigosos, a incerteza é perigosa. Isso nos fará duvidar de nossa força, e envia fraqueza diretamente para o músculo como um tiro intravenoso de fragilidade, garantindo o fracasso, a derrota e mais do mesmo. Não há duvidas. Não há incerteza.

Há apenas sangue nos olhos e aço no coração enquanto nos movemos em direção ao nosso destino - com os pesos ou na tela maior de nossas ações conectadas, nosso karma, nosso wyrd, NÓS SOMOS QUEM NÓS FAZEMOS!

Não pode haver espaço em nossas mentes para tremores ou escrúpulos. Se falharmos, somos esmagados, então não falharemos mais.Vamos aderir aos nossos planos bem pensados, e quando os planos derem errado, vamos nos adaptar e superar através da estratégia. Os grandes homens do passado lidavam com a incerteza como um traidor, que devia ser extirpados e executados de joelhos em praça pública.

Devemos desenterrar isso de nós mesmos, procurando-o como um câncer e colocando-o sob a faca. Nosso caminho é a verdade, a luz e o fogo sem fumaça, e a estrela do norte que nunca quebra, a fé. Nós bebemos o sangue de heróis na taça da vida eterna, e nos tornamos como eles - indestrutíveis, imperecíveis, para sempre.


IGNORE A RALÉ 

Deixe aqueles que quiserem se colocarem contra você. Deixe suas palavras e vida serem reacionárias, enquanto a sua é preenchida apenas com ação, inspiração e êxtase.Torne-se um portal, através do qual os outros se conectam a um mundo de mitos e rituais poéticos. Viva como o xamã, o curandeiro, o padre selvagem, inflamando as pessoas pelo exemplo, ou como o sadhu, que é uma janela para a sala do trono de seu deus.

Como estes existem apenas como cobras na escuridão, atacando cegamente com o veneno e a ignorância, prepare-se igual ao bárbaro esculpido iluminado como um monumento à força, à inviolabilidade e à imortalidade. Crie coisas que os outros homens não podem e mostre-lhes como. Conecte-se com a natureza e passe tempo nela, respirando os ventos limpos da montanha e do prado, e descubra a passagem da floresta dentro de você. Despreze o banal e evite falar dos outros nas sombras, mas viva direta e abertamente. Brilhe como o sol.

Vivendo como um membro de uma casta muito antiga, os Kshatriyas da Era Vinda, que iluminam a mente, foram contra os prazeres básicos do dia a dia e buscaram o domínio e a consciência elevada. Adore a carne e o espírito como um só, e construa os dois em templos bonitos, brilhantes, perfumados com o incenso do que é justo e eterno.

Pegadas do chefe dos caçadores: a linhagem do deus cornífero PT2

HERNE, O CAÇADOR


Em meados do século XIV temos outra lenda inglesa que se conecta diretamente com o mito indo-europeu comum da Wild Hunt, enraizado na memória do povo.

De acordo com a lenda popular inglesa, Herne era um guardião e um caçador empregado pelo rei Ricardo II (reinou 1377-1399) em torno da floresta de Windsor. Seu trabalho era tão bom que o resto dos empregados do rei tinham inveja dele. Em uma ocasião, enquanto o rei estava caçando na floresta de Windsor, um cervo branco grande apareceu e derrubou o monarca de sua montaria e atacou-o com seus chifres. O rei teria morrido se Herne não tivesse intervindo e cortado o pescoço do animal, salvando seu mestre, mas ficando fatalmente ferido. Enquanto agonizava morrendo, apareceu um estranho curandeiro local chamado Philip Urswick, que ofereceu-se ao rei para curar o caçador. No entanto, a condição acordada com o rei e com o resto dos caçadores era que Herne perderia todas as suas qualidades de caçador e toda a sua experiência.

O rei acedeu ao tratamento para apaziguar a inveja de seus empregados, e o curandeiro selou a regeneração de Herne amarrando os chifres do animal na cabeça do mesmo, que imediatamente se fixaram em seu crânio como se sempre estivessem lá. Herne perdeu sua posição ao esquecer a arte da caça e, posteriormente foi falsamente acusado de roubo pelos outros caçadores, perdendo o favor do rei. Naquele mesmo dia, um vendedor de rua encontrou o corpo do pobre caçador enforcado num carvalho no bosque. Sem embargo, quando a notícia se espalhou e vieram procurar por ele, o cadáver desapareceu misteriosamente. À noite, o carvalho do qual Herne fora enforcado foi atingido por um raio.

Na manhã seguinte, o resto dos caçadores percebeu que eles também haviam perdido seus poderes de caça. Tremendo, eles consultaram com o enigmático Urswick como podiam recuperar suas qualidades, e ele respondeu que eles deveriam se encontrar no carvalho à meia-noite. Lá, o fantasma de Herne apareceu, ainda com os chifres em sua cabeça. Ele disse aos caçadores aterrorizados que trouxessem cavalos, mastins ferozes, armas e equipamentos e preparassem uma caçada para a meia-noite seguinte.

Durante a mesma, Urswick apareceu-lhes e disse-lhes o preço de ter despojado Herne de suas habilidades de caça: eles teriam que se juntar a ele na caça selvagem por toda a eternidade. A partir de então, o grupo macabro, com Herne como líder, reunia-se a cada meia-noite, matava os cervos do rei e aterrorizava toda a área com sua presença fantasmagórica, até que o rei Ricardo II decidiu ir até Herne e falar com ele. O caçador disse ao monarca que ele só queria vingança, e que ele iria parar de devastar a área durante o resto do seu reinado se ele enforcasse o resto dos caçadores no mesmo carvalho que ele tinha enforcado a si mesmo. O rei concordou, e nada se ouviu sobre Herne no reino até sua abdicação em 1399. O ex-monarca morreu de fome no ano seguinte no castelo de Pontefract, a pedido de seu próprio primo, Henrique IV, selando a vingança de Herne pela ingratidão do rei cuja vida tinha salvado.




Daí em diante, o arquétipo de Herne foi ancorado na psique coletiva como um fantasma da região e, desde então, muitos afirmam tê-lo visto em sua caça selvagem, vagando pela floresta rodeado por mastins ferozes, como uma das muitas lendas sobre viagens fantasmagóricas de caça em busca de almas, encontradas em toda a Europa. Shakespeare menciona Herne em 1597, em sua peça "As alegres comadres de Windsor", como um fantasma a ser temido, retirado na floresta (o instinto, o subconsciente) e aterrorizando as mentes do mundo civilizado. Em 1796, o carvalho de Herne foi derrubado acidentalmente, e outros foram plantados ao redor da área, mas os rumores populares obstinados, emanando de um inconsciente coletivo difícil de dominar, repetiam que em noites particularmente tempestuosas, o fantasma da árvore aparecia.

Na década de 30 do século XX, 450 anos após o último caçador de Windsor doar propriedades de uma paróquia, a transferiram de local e, durante as escavações, encontraram um objeto estranho. Tratava-se de um ídolo de indubitáveis ​​matizes pagãs, com o rosto de um homem, incluindo bigode e barba, mas os chifres e orelhas de um cervo. Tornou-se conhecido como a "máscara de Herne". Antes da Segunda Guerra Mundial, a igreja local a reclamou, e foi colocada no jardim paroquial do Park Street. Depois da guerra, o objeto passou para o museu da igreja, até que em 1963 foi misteriosamente roubado.


Este esboço é a única imagem sobrevivente da máscara roubada em 1963. Foi desenhado por Michael Bayley, o filho do homem que a encontrou na década de trinta. Compare com a imagem do Cernuno, mais abaixo, encontrada no Pilar dos Barqueiros.

É possível extrair muito desta lenda. Por um lado, há uma certa moral que o mundo civilizado não pode explorar as virtudes do caçador e depois traí-lo sem pagar as consequências. Herne é também um arquétipo ancestral que reaparece uma e outra vez ao longo do tempo porque a mesma herança genética está presente e provoca a repetição de eventos arquetípicos semelhantes. Mas por outro lado é preciso prestar atenção ao próprio nome de "Herne". Se o cornu latim (corno, chifre) é equivalente ao horn inglês, é lógico pensar que uma divindade local chamada Cernu(nnos) acabasse germanizada como "Herne". Herne também paira em uma árvore, pendurado, assim como Wotan fez para acessar o segredo das runas (não se esqueça de que o Woden anglo-saxão usava chifres de cervo e que a área de Windsor tinha sido um importante núcleo anglo). O arquétipo subsequente do carvalho atingido pelo raio é uma alusão óbvia ao renascimento da alma e à iluminação: é uma runa Sig que cai sobre uma runa Hagal ou Heil, o eixo do mundo, mas também sinal do próprio eixo interior do homem. Herne representa o homem caçador originário, banido às sombras do subconsciente humano pelo mundo civilizado, e aparecendo de vez em quando para lembrar aos mortais que ele não morreu.


"O enforcado" é um arquétipo bastante recorrente no esoterismo (por exemplo no tarô), e que funde suas raízes no Wotan germânico, que ficou pendurado na árvore do mundo para que o abismo primordial lhe revelasse o conhecimento das runas. Na lenda folclórica inglesa, Herne enforcou-se depois de perder o favor de seu rei, mas quando foram procurar seu corpo, desapareceu, e na noite seguinte um raio atingiu o carvalho em que pendurava.


É curioso que posteriormente relacionaram Herne com algo mais antigo, associando-o com Robin Hood, uma vez que é um outro arquétipo popular de profundo significado. Robin, um nobre saxão, corre para na floresta Sherwood com seus seguidores para lutar contra outra invasão do sul, desta vez os senhores feudais normandos, que proibiram os saxões de caçar na floresta sob pena de morte. Robin Hood representaria a reivindicação saxã ao direito de entrar na floresta para caçar e coletar, e como tal a inserção de Herne como um "xamã" pagão que aconselha o rebelde é compreensível, assim como Merlin aconselhou Artur.

No parque de Windsor ainda há relatos de supostas aparições de Herne e os uivos de seus mastins. Os relatos de aparições parecem ocorrer essencialmente quando a Inglaterra está em momentos cruciais em sua história, como antes da Grande Depressão e as duas guerras mundiais.


A lenda de Herne, o Caçador, mostra que na Inglaterra do século XIV a imagem coletiva do deus caçador ainda vivia, e que havia uma mistura de elementos simbólicos ancestrais tanto celta quanto germânica.

Já no resto do continente europeu, no final do século XV o Renascimento favoreceu um apogeu da moda paganizante, e em tal extensão que no próprio Vaticano estátuas foram erigidas para os deuses antigos de Roma, e até mesmo as figuras de santos e figuras bíblicas apresentavam um ar inconfundivelmente pagão.

Mesmo no século XVI, no meio do Renascimento e do auge da moda pagã no coração do próprio Vaticano, não era cabível dar às esculturas grandes galhadas. Michelangelo colocou um par de chifres discretos para representar a "sabedoria" do suposto Moisés, algo ainda bastante ousado em uma era de perseguição religiosa que considerava os chifres como sinal inconfundível do Diabo. A escultura, de fato, representa um arquétipo universal: a figura do legislador, pastor das tribos e fundador das cidades, um remoto patriarca que se chamava Menes no Egito, Manú na Índia e Mannus entre os germânicos.

Infelizmente, por causa da grande prosperidade gerada na época, o Renascimento também viu o surgimento de uma casta estranha que é tão antiga quanto à própria civilização: a de mercadores, burgueses, aqueles que não eram caçadores nem camponeses, mas que eram dedicados a mover objetos de um lado para outro e acumular dinheiro. Para esta classe, onde os judeus eram fortemente representados, os privilégios e tradições da Europa antiga agiam como um bloqueio que limitava seus planos de expansão econômica e aumento de poder. Não é de surpreender, portanto, que eles prestassem seu apoio aos movimentos protestantes, com a intenção de desmantelar o mundo feudal e dividir o Sacro Império Romano-Germânico em estados católicos e protestantes, em guerra uns com os outros. Esse fenômeno marcou o surgimento do extremismo em ambos os lados (reforma versus contra-reforma, calvinistas versus jesuítas), a negligência das tradições clássicas resgatadas e a perseguição feroz de "bruxas", "hereges", "licantropos" e todos os tipos de dissidentes, alguns dos quais eram simplesmente indivíduos que viviam uma vida retirado na floresta e que estavam familiarizados com as propriedades curativas das plantas. A Guerra dos Trinta Anos marcou o golpe final para o que restava do mundo medieval. Regiões inteiras da Europa Central foram devastadas por incursões inimigas e/ou caça às bruxas, a Alemanha perdeu metade da sua população masculina (algumas regiões até 80% da sua população total) e, em conjunto com as pestes que devastaram o nosso continente, a perda de conhecimentos médicos tradicionais e a falta de higiene das sociedades cristãs, a Europa perdeu quase um terço da sua população, deixando a França consagrada como a principal superpotência europeia.

Esta é uma imagem do deus celta Cernuno, que remonta à Lutécia (Paris) galo-romano no inicio da Era Comum. Forma parte do Pillier des Nautes (Pilar dos Barqueiros), um monumento erguido em uma área considerada santa pelos gauleses. Com o declínio do mundo romano, o Pilar dos Barqueiros caiu no esquecimento e, em 528, durante a era merovíngia, os cristãos ergueram uma igreja (a Saint-Etienne) em seu lugar. No ano de 1163, na época dos templários, um novo templo foi construído sobre a igreja: a famosa catedral de Notre-Dame de Paris. Séculos mais tarde, na época do Luís XIV de França, o "Rei Sol" (ano 1710), ao realizar uma escavação de uma cripta subterrânea, os trabalhadores encontraram o santuário pré-cristão original, incluindo esta imagem. Compare com máscara de Herne.


Santo Huberto de Liége em um mural do castelo de Königsburg.

A nova casta burguesa, que tinha suas origens nos primeiros mercadores das primeiras civilizações mesopotâmicas, mas que nunca antes havia acumulado tanto poder em suas mãos, encontrou na Maçonaria um instrumento eficaz para pregar suas mudanças e no dinheiro judeu o combustível de sua ação. Esta instituição foi a força motriz das revoluções liberais que fizeram no mundo católico o que os protestantes mais radicais não puderam fazer: desmantelar os vestígios da Idade Média, do aristocrático e de qualquer valor ancestral não baseado no dinheiro mas no sangue. Na Inglaterra, em 1649, uma estranha aliança entre o Parlamento e as correntes subversivas protestantes decapitou o rei Carlos I (esta ação causou uma comoção terrível numa época em que o rei era visto como uma figura popular de proteção, uma imagem tradicional) instaurado como ditador a Oliver Cromwell, um puritano fanático que atacou ícones religiosos e tradições folclóricas do campo, considerando-as "idolatria". Os EUA (onde muitos dissidentes religiosos puritanos que viam o rei da Inglaterra como o Papa no local) foi o cenário da primeira revolução maçônico-burguesa em 1776, e a França (o maior poder na Europa, onde o protestantismo dos huguenotes tinha sido derrotado por pouco) muito pior em 1789. O processo seria estreitado com as revoluções liberais de todo o século XIX, e terminaria com a Primeira Guerra Mundial.

O Iluminismo, que pertencia a um grupo social — a burguesia urbana — desraigado de sua natureza instintiva, corrompido pelo conforto e deslumbrado pelos avanços da civilização, não fazia distinção entre os ensinamentos da Igreja e as crenças ancestrais do mundo rural: ambas eram superstições irracionais que tinham que ser arrancadas para que o conhecimento racional adquirisse proporções monstruosas à custa da Natureza e do instinto — que é o que está acontecendo hoje. Francisco Goya tem uma imagem que critica a Inquisição (ainda ativa no início do século XIX, lutando para extirpar o liberalismo), mas também pintou isso ("O grande bode") caricaturando como sinistro as tradições populares do mundo aldeão, onde ainda subsistiam costumes muito pagãos.


A Revolução Industrial, com suas importantes contrapartes político-revolucionárias ao longo do século XIX europeu e hispo-americano, foi um novo salto no processo do desmatamento, urbanização, miscigenação étnica e a perda de identidade iniciada pelo Neolítico, e agora foi acrescentado o agravante da contaminação química, vindo de fábricas que soltam fumaça espessa para uma atmosfera outrora pura. Pouco a pouco, os redutos rurais tradicionais, onde o folclore ancestral ainda vivia, estavam caindo um por um devido à emigração de sua juventude aos irresistíveis ímãs urbanos ou às Américas. Nas sinistras e cinzentas colmeias urbanas, para aqueles filhos da terra era lhes esperado uma vida de embrutecimento, perda da consciência ancestral e a transformação em simples proletários que facilmente cairiam nas garras do comunismo.


Highgate, norte de Londres, 1909. Nesta parte de Londres havia vários lugares onde os forasteiros juravam sobre dois chifres de cervo, representados aqui sobre um eixo como uma copa, recitando: "Both men and maids are sworn/ and consecreate the oath/ with dance and draught till morn", uma tradição muito distante do mundo da Igreja e especialmente da mentalidade protestante. Na Inglaterra existiam alguns grupos esotéricos, como certas facções da Aurora Dourada, em favor de um acordo com a Alemanha na época anterior à Segunda Guerra Mundial. O Duque de Hamilton, com quem Rudolf Hess queria se encontrar quando voou para a Inglaterra, pertencia a um deles. "Londres" vem do londo celta, que significa "lugar selvagem". Agora é uma cidade africana e asiática.


No entanto, este processo industrial de desarraigamento e nivelamento teve sua reação em grupos fiéis à sua herança, que defendiam o retorno às origens, para resgatar os mitos dos antepassados ​​e para proteger sua integridade étnica. Na Alemanha, os grupos Völkisch e Wandervögel se tornaram famosos por seu retorno à Natureza, sua rejeição da vida urbana e seu crescente interesse pela espiritualidade ancestral. Após a Primeira Guerra Mundial (a operação de introduzir o liberalismo nos impérios autocráticos que ainda subsistiam), este movimento, esse sentimento coletivo, estava destinado a crescer até assumir formas subversivas em grupos pagãos como a Thule-Gesellschaft, e logo político-militares sob a Alemanha Nazista. Se olharmos para a Juventude Hitlerista ou a SS, para as medidas econômicas alemãs (que proibiam a usura e acabaram com o interesse do dinheiro), podemos claramente notar o desejo de voltar à vida na Natureza e recuperar as faculdades de um corpo puro e saudável. Esta corrente opôs-se veementemente à vontade industrializadora, equalizadora, igualitária, corruptora e desumanizadora do mundo, que o mundo capitalista e comunista apátrida travasse uma guerra total contra a Alemanha até arrasá-la, como já acontecera durante a Guerra dos Trinta Anos.


Topo esquerdo, 31ª Divisão SS de granadeiros voluntários (Boêmia e Morávia). O cervo vem a ser a versão bárbara do signo da copa e do Axis Mundi ou eixo do mundo, mas também o eixo interior do homem, seu chakra. O resto das imagens com os crânios de cervos correspondem com regalia da associação de caçadores do Reich. Mais uma vez, o símbolo do cervo indissoluvelmente ligado ao caçador.

Após a derrota da Alemanha, o processo iniciado pelo Neolítico atingiu seu zênite. As florestas europeias foram reduzidas a extensões ridículas, as cidades tornaram-se pilhas monstruosas e contaminadas, o campo foi despovoado, os alimentos processados ​​industriais apareceram, não há tradições de caça — de ir conseguir o que queremos — mas que há uma mentalidade de que tudo deve ser dado, a saúde tem degenerado de forma tremenda, as mentes humanas são dominadas por falsas ideias impostas pela nova igreja, e a definitiva corrente migratória terceiromundista ameaça dissolver o pouco que resta da europa original, condenando o Ocidente a uma próxima fase de lutas étnicas e conflitos civis. Neste panorama, subsistem apenas alguns costumes folclóricos que são estudados mais como uma curiosidade típica da área do que como uma tradição cheia de significado, como por exemplo a Horn Dance (dança do chifre), uma dança ritual realizada com chifres de cervo na cidade inglesa Abbots Bromley, e modestamente comparável às procissões do mundo católico, embora muito mais paganização. Uma análise de Carbono 14 mostrou que os chifres usados ​​na dança datam do século XI, embora eles pudessem muito bem ter substituído um conjunto ainda mais antigo de chifres. Desde então, a dança tem sido realizada todos os anos, exceto no século XVII durante a ditadura do fanático puritano Cromwell, para quem o folclore era um vestígio de idolatria.


O aspecto dos participantes na "Horn Dance" de Abbots Bromley no início do século passado. Este ritual, de origem pagã, e que parece saído diretamente do Paleolítico, provavelmente serviu nos tempos antigos para reafirmar os direitos de caça da comunidade na floresta próxima. Atualmente, ainda é celebrado essa tradição.